Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 21 em Qua 05 Jun 2013, 21:06
Últimos assuntos
» RD32 Wing Camera - Review
Seg 04 Nov 2013, 16:05 por MarcoATSantiago

»  COMPRA DE AVIAO
Sab 26 Out 2013, 11:37 por gilbertopablo

» ÚLTIMA OPORTUNIDADE!!! ASA ZAGI 1,2 mts, completa, com LED's - R$ 150,00.
Qui 19 Set 2013, 10:05 por gilbertopablo

» Boas vindas aos amigos de além mar!
Qui 22 Ago 2013, 03:16 por rosiegrace

» isopor e drepon já tem em São Luis???????
Sab 27 Jul 2013, 04:24 por abeeha

» Ajuda para montagem do Tucano t27 120 Triones
Qua 17 Jul 2013, 02:53 por WilliaM.SMiTh

» Onde Comprar peças para aeromodelos em são luis
Dom 14 Jul 2013, 11:18 por Hilter

» COMBUSTÍVEL PARA GLOW
Qua 26 Jun 2013, 12:16 por Zacarias

» Metanol (CH3OH) e Nitrometano
Qua 26 Jun 2013, 12:11 por Zacarias

» Ajuda com um Super Tigre 90
Sex 03 Maio 2013, 12:38 por Alex Costa

» Reconfigurar receptor e radio
Sex 03 Maio 2013, 12:36 por Alex Costa

» Qual modelo comprar?
Sab 20 Abr 2013, 20:06 por Alex Costa

» SIMULADOR AEROFLY 5
Dom 16 Dez 2012, 08:11 por pcvelozzo

» Novo Spider para FPV
Sab 24 Nov 2012, 17:22 por MarcoATSantiago

» Quadricóptero Spider - V1.0
Ter 20 Nov 2012, 13:14 por MarcoATSantiago

» Apresentação
Sab 03 Nov 2012, 01:16 por MarcoATSantiago

» muitas e muitas plantas aeromodelos
Seg 29 Out 2012, 21:58 por santaneiro

» existe clube de aeromodelismo em são luis
Ter 23 Out 2012, 07:42 por MarcoATSantiago

» Onde Comprar Madeira Balsa em São Luis?
Qua 10 Out 2012, 14:19 por MarcoATSantiago

» Onde comprar Isopor P2 ou P3?
Seg 08 Out 2012, 17:10 por antonio victor

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Hospedagem de Imagens

Metanol (CH3OH) e Nitrometano

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Metanol (CH3OH) e Nitrometano

Mensagem por Rodrigo Gonzalez em Sab 03 Maio 2008, 11:05

Amigos,

Já é sabido por todos a toxidade do Metanol, mas vamos aos detalhes:

METANOL

Informações gerais :É um líquido incolor, volátil, com odor alcoólico levemente adocicado.

Usos: produção de formaldeído, em tintas, vernizes e tinturas, como combustível, etc. Na indústria do petróleo, é usado na área do refino nas unidades de destilação e nos laboratórios como solvente.

Sinônimos:
álcool metílico, espírito colonial, metil carbinol, álcool de madeira, metil álcool.
Grau de Insalubridade (NR 15): Máximo.
Grau de risco à saúde (API): Alto à exposição excessiva aguda e crônica.
Classificação de carcinogenicidade ocupacional (ACGIH / 95-96): Não estabelecida.
Limites de tolerância:LT-MP ou TLV-TWA (ACGIH / 95-96) = 200 ppm, 262 mg/m3
LT-ECD ou TLV-STEL (ACGIH / 95-96) :250 ppm, 328 mg/m3
LT-TETO ou TLV-CEILING : 800 ppm para uma exposição de 15 minutos (NIOSH)
MAC (Rússia) : 50 mg/m3
LT-NR 15 (Brasil) : 156 ppm, 200 mg/m3

Toxicocinética e toxicodinâmica


Exposição aguda
1. À inalação: a inalação de concentrações elevadas de vapores de metanol (acima de 2.000 ppm) provoca irritação das membranas mucosas do trato respiratório
e sinais e sintomas de efeitos sistêmicos:
" Distúrbios neurológicos: dor de cabeça, fadiga, insônia, vertigens, tremores, ruído nos ouvidos, visão turva, visão dupla e cegueira.
" Distúrbios locais: irritação e coceira na pele, dermatite e eczema.
" Distúrbios digestivos: náuseas, vômito e cólica.
A exposição a concentrações de 25.000 ppm é imediatamente perigosa para a vida e a saúde.

2. À ingestão: o metanol é rapidamente absorvido pelo trato gastrointestinal e pode levar ao aparecimento dos efeitos mais graves na intoxicação pela substância.
Uma dose de 30-100 mL pode ser fatal para o homem.
Surgem então:
" Distúrbios digestivos: náuseas, vômitos, diarréia e dor abdominal.
" Distúrbios neuropsíquicos: dor de cabeça, vertigens, embriaguez, astenia, sonolência, coma, dilatação das pupilas, diminuição da acuidade visual e cegueira, devido à degeneração das terminações da retina e do nervo óptico. Hemorragia cerebral, lesões do cérebro e cerebelo.
" Distúrbios hemodinâmicos: hipotensão e insuficiência cardíaca. A morte pode ser em conseqüência de insuficiência respiratória ou cardíaca.
3. Ao contato com os olhos: irritação da córnea e raramente opacificação no contato com os olhos na forma líquida do metanol.
4. Ao contato com a pele: o metanol é absorvido através da pele e o contato com o líquido provoca desengorduramento e dermatite.

Exposição crônica
Na biotransformação do metanol, formam-se os metabólitos ácido fórmico e formaldeído pela ação enzimática da álcool desidrogenase. (ver quadro abaixo).

Esses Metabólitos exercem efeitos tóxicos no sistema nervoso central, levando, após exposições prolongadas, a lesões no nervo óptico, com surgimento de embaçamento da visão, dores nos olhos e cegueira.
A enzima desidrogenase alcoólica, que transforma metanol em formaldeído, é a mesma que atua sobre o etanol (álcool etílico) tranformando-o em acetaldeído. Esta enzima tem maior preferência pelo etanol. Assim, quando são administrados juntos, grante parte do metanol não é biotransformada em seus metabólitos tóxicos. É este o mecanismo de antídoto do álcool etílico na intoxicação pelo metanol.
Outros efeitos sobre o sistema nervoso incluem: náuseas, dor de cabeça, vertigens e alterações da atividade elétrica cerebral.
O acúmulo de ácido fórmico provoca lesões no fígado e no pâncreas.
Há relato na literatura da combinação do metanol com o monóxido de carbono como fator gerador de aterosclerose cerebral.
O contato prolongado com a pele provoca desengorduramento, securas, rachaduras e irritação.

Controle da exposição e prevenção da intoxicação

Controle ambiental para prevenções de exposições a concentrações perigosas.

Exaustão e ventilação nos locais de trabalho. Uso de equipamento: luvas, máscara.


Primeiros Socorros

Na inalação
a. Remover da exposição. Administrar oxigênio e ressuscitação, se necessário.
b. Administrar por via venosa: " Etanol: 3 litros de uma solução a 5% de álcool etílico, durante 12 horas, 0,6 a 0,8 mg/Kg/hora.
A administração de álcool etílico (etanol) pode também ser feita por via oral: 1 mL/Kg peso de hora em hora; podem ser usados uísque ou cachaça pura.
" Bicarbonato de sódio, para correção da acidose metabólica.
Realizar hemodiálise ou diálise peritoneal para casos graves.

Na ingestão
Induzir o vômito com xarope de ipeca. Realizar lavagem gástrica com solução salina. Carvão ativado em solução.
Adotar as medidas acima descritas.
A indução do vômito estará contra-indicada se houver mistura com gasolina para uso como combustível.

No contato com a pele
Lavar com água.

No contato com os olhos
Lavar com água.

Controle biológico
Dosagem do metanol na urina: IBMP = 15 mg/L


Outro componente dos combustíveis de aeromodelo que deve-se ter um grande cuidado é o Nitrometano, ele está presente em menor quantidade nos
galões do que o Metanol, podendo variar de 5% até 30% ou mais, so que também é bem perigoso e requer alguns cuidados.

NITROMETANO
Número de risco - Classe / Subclasse 3
Sinônimos NITROCARBOL
Aparência LÍQUIDO AQUOSO; SEM COLORAÇÃO; ODOR FORTE; AFUNDA E MISTURA LENTAMENTE COM A ÁGUA; PRODUZ VAPOR IRRITANTE
Fórmula molecular CH3 NO2
Família química NITROCOMPOSTO

MEDIDAS DE SEGURANÇA

Medidas preventivas imediatas
EVITAR CONTATO COM O VAPOR. MANTER AS PESSOAS AFASTADAS. CHAMAR OS BOMBEIROS. PARAR O VAZAMENTO SE POSSÍVEL. ISOLAR E REMOVER O MATERIAL DERRAMADO.

Equipamentos de Proteção Individual (EPI)
USAR LUVAS, BOTAS E ROUPAS DE NEOPRENE E MÁSCARA FACIAL PANORAMA COM FILTRO CONTRA GASES ÁCIDOS.


RISCOS AO FOGO

Ações a serem tomadas quando o produto entra em combustão
EXTINGUIR COM ÁGUA, ESPUMA, PÓ QUÍMICO SECO OU DIÓXIDO DE CARBONO. ESFRIAR OS RECIPIENTES EXPOSTOS COM ÁGUA. CONTINUAR ESFRIANDO OS RECIPIENTES MESMO DEPOIS QUE O FOGO FOR EXTINGUIDO. COMBATER O FOGO ATRÁS DE UMA BARREIRA.

Comportamento do produto no fogo
OS RECIPIENTES PODEM EXPLODIR. O VAPOR PODE EXPLODIR SE A IGNIÇÃO FOR EM ÁREA FECHADA.
O RETROCESSO DA CHAMA PODE OCORRER DURANTE O ARRASTE DE VAPOR.

Produtos perigosos da reação de combustão
NÃO PERTINENTE.

Agentes de extinção que não podem ser usados
NÃO PERTINENTE.

Limites de inflamabilidade no ar
Limite Superior: DADO NÃO DISPONÍVEL
Limite Inferior: 7,3 %
Ponto de fulgor 43,36°C (V.ABERTO); 35°C(V.FECHADO)
Temperatura de ignição 418,6 °C
Taxa de queima 1,1 mm/min
Taxa de evaporação (éter=1) 6,6
NFPA (National Fire Protection Association)
Perigo de Saúde (Azul): 1
Inflamabilidade (Vermelho): 3
Reatividade (Amarelo): 4

PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS E AMBIENTAIS

Peso molecular 61,04
Ponto de ebulição (°C) 101,2
Ponto de fusão (°C) -29
Temperatura crítica (°C) 315
Pressão crítica (atm) 62,3
Densidade relativa do vapor NÃO PERTINENTE
Densidade relativa do líquido (ou sólido) 1,139 A 20 °C (LÍQ.)
Pressão de vapor 40 mm Hg A 27,5 °C
Calor latente de vaporização (cal/g) 134
Calor de combustão (cal/g) -2.517
Viscosidade (cP) DADO NÃO DISPONÍVEL
Solubilidade na água 10 g/100 mL DE ÁGUA A 20 °C pH DND
Reatividade química com água NÃO REAGE.
Reatividade química com materiais comuns O MATERIAL ÚMIDO CORROE AÇO E COBRE, MAS A REAÇÃO É LENTA.
Polimerização NÃO OCORRE.
Reatividade química com outros materiais INCOMPATÍVEL COM AMINAS, ÁCIDOS FORTES, ÁLCALIS, OXIDANTES FORTES, HIDROCARBONETOS
E OUTROS COMBUSTÍVEIS; ÓXIDOS METÁLICOS,
Degradabilidade DADO NÃO DISPONÍVEL.
Potencial de concentração na cadeia alimentar NENHUM.
Demanda bioquímica de oxigênio (DBO) DADO NÃO DISPONÍVEL.
Neutralização e disposição final QUEIMAR EM UM INCINERADOR QUÍMICO, EQUIPADO COM PÓS-QUEIMADOR E LAVADOR DE GASES. TOMAR
OS DEVIDOS CUIDADOS NA IGNIÇÃO, POIS O PRODUTO É ALTAMENTE INFLAMÁVEL. COLOCAR SOBRE CARBONATO DE SÓDIO, DEPOIS
DE MISTURAR COM CARBONATO DE SÓDIO. DRENAR LENTAMENTE PARA UM RECIPIENTE, NEUTRALIZAR COM HC1 6 M E DRENAR PARA O ESGOTO COM MUITA ÁGUA. RECOMENDA-SE O ACOMPANHAMENTO POR UM ESPECIALISTA DO ÓRGÃO AMBIENTAL.


INFORMAÇÕES ECOTOXICOLÓGICAS

Toxicidade - limites e padrões
L.P.O.: MENOS QUE 200 ppm
P.P.: NÃO ESTABELECIDO
IDLH: 750 ppm
LT: Brasil - Valor Médio 48h: 78 ppm
LT: Brasil - Valor Teto: 117 ppm
LT: EUA - TWA: 20 ppm
LT: EUA - STEL: NÃO ESTABELECIDO
Toxicidade ao homem e animais superiores (vertebrados)
M.D.T.: DADO NÃO DISPONÍVEL ( (OBS.1)
M.C.T.: DADO NÃO DISPONÍVEL
Toxicidade: Espécie: RATO

Via Oral (DL 50): 1210 mg/kg
Via Cutânea (DL 50): 110 mg/kg (INTRAP.)
Toxicidade: Espécie: CAMUNDONGO
Toxicidade: Espécie: OUTROS
Via Respiração (CL50): MACACO: LCLo = 1000 ppm
Via Oral (DL 50): CÃO: LDLo = 125 mg/kg;
COELHO: LDLo = 750 mg/kg
Toxicidade aos organismos aquáticos: PEIXES : Espécie

Toxicidade aos organismos aquáticos: CRUSTÁCEOS : Espécie

Toxicidade aos organismos aquáticos: ALGAS : Espécie

Toxicidade a outros organismos: BACTÉRIAS

Toxicidade a outros organismos: MUTAGENICIDADE

Toxicidade a outros organismos: OUTROS

Informações sobre intoxicação humana

EVITAR CONTATO COM O VAPOR. MANTER AS PESSOAS AFASTADAS. CHAMAR OS BOMBEIROS. PARAR O VAZAMENTO SE POSSÍVEL. ISOLAR E REMOVER O MATERIAL DERRAMADO.

Tipo de contato
VAPOR
Síndrome tóxica
IRRITANTE PARA OS OLHOS, NARIZ E A GARGANTA. PREJUDICIAL SE INALADO.
Tratamento
MOVER PARA O AR FRESCO. SE A RESPIRAÇÃO FOR DIFICULTADA OU PARAR DAR OXIGÊNIO OU FAZER RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL.
Tipo de contato
LÍQUIDO
Síndrome tóxica
NÃO É PREJUDICIAL PARA A PELE OU OLHOS. PREJUDICIAL SE INGERIDO.
Tratamento
ENXAGUAR AS ÁREAS AFETADAS COM MUITA ÁGUA.


DADOS GERAIS

Temperatura e armazenamento
AMBIENTE.
Ventilação para transporte
ABERTA OU PRESSÃO A VÁCUO.
Estabilidade durante o transporte
CONSIDERADO ESTÁVEL, MAS PODE TORNAR-SE SENSIBILIZADO POR BASES ORGÂNICAS (AMINAS) E ALGUNS ÓXIDOS DE METAIS , BEM COMO PIGMENTOS DE CHUMBO.
Usos
USADO NA PRODUÇÃO DE FUMIGANTE, CLOROPICRINA, CCl3 NO2. TAMBÉM USADO COMO COMBUSTÍVEL PARA CARRO DE CORRIDA E COMO INTERMEDIÁRIO NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA, OU EM COMBUSTÍVEIS PARA MODELISMO.
Grau de pureza 95% - 99 % .
Radioatividade NÃO TEM.
Método de coleta DADO NÃO DISPONÍVEL.
Código NAS (National Academy of Sciences) NÃO LISTADO

OBSERVAÇÕES

1) EFEITOS TÓXICOS SEVEROS AO HOMEM: 800 ppm = 2.028 mg/m³ ; 60 min
SINTOMAS DE MAL ESTAR: 500 ppm = 1268 mg/m³
INSATISFATÓRIO: 200 ppm = 507 mg/m³
POTENCIAL DE IONIZAÇÃO (PI) = 11,08 eV

_________________
Abraços e Bons Vôos!

Rodrigo Gonzalez

"A decolagem é opcional; o pouso obrigatório. Pouso bom é aquele que podemos utilizar o mesmo avião numa próxima decolagem!"

Rodrigo Gonzalez
Administrador
Administrador

Masculino Número de Mensagens: 202
Idade: 37
Localização: São Luís - MA - Brasil
Freqüência de Rádio: 72.430 MHz e 40.685 MHz
Data de inscrição: 10/03/2008

Ver perfil do usuário http://amam.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Metanol

Mensagem por Zacarias em Qua 26 Jun 2013, 12:11

Olá! Sou novo no automobilismo e em são luis também. Gostaria de saber onde eu posso encontra o metanol pra vender! Eu gostaria de produzir meu próprio combustivel. Aqui em são luis na achei nem o combustivel pronto e nem o metanol. Se alguém puder me ajudar fico grato!! Abraços!! Urgente!

Zacarias
Paraquedista ou Recém chegado
Paraquedista ou Recém chegado

Masculino Número de Mensagens: 2
Idade: 19
Localização: Teresina pi
Freqüência de Rádio: Não uso freqüências de radio ainda

Data de inscrição: 26/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum